Cirurgia plástica na panturrilha

Conhecida como “batata da perna” a região da panturrilha pode incomodar muitas pessoas com relação ao seu corpo. Muitas vezes a panturrilha é muito fina, ficando desproporcional ao resto do corpo, principalmente às coxas. A cirurgia plástica na panturrilha busca resolver o problema com o implante de uma prótese.

Além da questão estética para harmonizar a panturrilha às coxas, a cirurgia também é procurada por alguns outros motivos. Pacientes com lesões nervosas ou que sofrem com sequelas de traumas na região também recorrem ao procedimento.

De acordo com a Sociedade Brasileira de Cirurgia, a prótese na panturrilha começou a ganhar destaque a partir de 2006. Desde então, é considerada uma das mais requisitadas em consultórios médicos atualmente. A cirurgia é simples e oferece raros riscos aos pacientes.

Indicação da cirurgia plástica na panturrilha

Como você viu, essa cirurgia é muito indicada para quem está insatisfeito com a região da “batata da perna”. É indicada, principalmente, para quem tem a região da panturrilha muito fina. É comum que essa região destoe das demais no corpo, o que costuma incomodar esteticamente os pacientes.

Inúmeras pessoas têm a autoestima afetada justamente pela falta de simetria do corpo com as panturrilhas. Há casos em que nem exercícios focados na região solucionam o problema. Segundo os especialistas, a panturrilha é das partes do corpo em que mais é difícil o ganho de massa muscular. Ou seja, é realmente difícil definir a panturrilha, principalmente em mulheres.

Muitas vezes a panturrilha também sofre com falta de desenvolvimento, o que pode ser corrigido com a colocação da prótese. Pacientes que sofreram acidentes ou tiveram perda de volume pelo envelhecimento também podem recorrer à cirurgia plástica na panturrilha. A cirurgia deve ser realizada somente em maiores de 18 anos.

A cirurgia plástica na panturrilha

Esse não é um procedimento complexo. A cirurgia plástica na panturrilha consiste na colocação do gel de silicone e demora cerca de 60 ou 90 minutos. A prótese é muito semelhante a que se utiliza na colocação de silicone nas mamas, por exemplo.

O tamanho da prótese varia e é escolhido juntamente com o cirurgião de acordo com a necessidade de cada paciente. O procedimento é realizado com um corte de até 4 centímetros na parte posterior do joelho. A anestesia pode ser peridural, geral ou raqui.

A intenção é abrir a fáscia muscular que protege o músculo para que se coloque ali a prótese. Em seguida, costura-se tudo e a cirurgia está finalizada. A cicatriz, localizada na parte posterior do joelho, costuma diminuir com o tempo. Após seis meses ela fica quase invisível.

É indicado que o paciente passe ao menos um dia internado após a cirurgia plástica na panturrilha. A chance de rejeição da prótese nessa região é muito pequena.

A preparação para a cirurgia é a mesma padrão para a maioria dos procedimentos. É importante não fumar e nem consumir bebidas alcoólicas. Qualquer medicamento ingerido deve ser comunicado ao médico responsável.

Pós-operatório da cirurgia plástica na panturrilha

É comum que os pacientes já consigam andar no mesmo dia da cirurgia. Contudo, os movimentos devem ser devagares e com cautela. Qualquer esforço a mais pode atrapalhar o processo de recuperação no pós-operatório do paciente.

Além disso, algumas medidas devem ser tomadas no pós-operatório para evitar complicações e facilitar a cicatrização. Veja algumas ações recomendadas:

  • Utilizar meias elásticas especiais por pelo menos dois meses após a cirurgia para evitar inchaços e hematomas;
  • Utilizar sapatos com cerca de cinco centímetros de salto por duas semanas;
  • Não realizar atividades físicas por pelo menos um mês, aguardando a liberação médica;
  • Utilizar palmilhas de calcanhar;
  • Evitar dirigir por duas semanas;
  • Não andar muito durante as primeiras semanas;
  • Não expor a cicatriz ao sol durante seis meses.

É provável que o médico receite remédios para prevenir infecções e até dores fortes no local da cirurgia. Os medicamentos devem ser seguidos com disciplina.

O acompanhamento do médico responsável ao longo dos próximos meses também é fundamental. Ele deverá avaliar a evolução da cicatrização e do resultado da cirurgia.

O curativo colocado na cicatriz deverá permanecer por pelo menos uma semana no local. O paciente deverá ter cuidado para não molhar durante o banho até a sua retirada.

Riscos da cirurgia plástica na panturrilha

A colocação de silicone nas panturrilhas pode implicar em riscos ao paciente. Apesar de ser considerar uma cirurgia segura, é preciso estar atento às possíveis complicações. Por ser tratar do implante de um corpo estranho na panturrilha, todo cuidado é importante.

Confira alguns riscos na cirurgia plástica na panturrilha:

  • Infecções;
  • Hematomas;
  • Deslocamento ou rejeição da prótese;
  • Trombose;
  • Fibrose.

Troca da prótese

Procedimento cirúrgicos que incluem colocação de próteses geram dúvidas sobre a sua substituição. Diferente da cirurgia de colocação de silicone nas mamas, que exige a troca em dez anos, nesse caso é diferente.

A prótese colocada durante a cirurgia plástica na panturrilha pode permanecer no corpo por até trinta anos. Após esse período, entretanto, pode ser necessária uma nova cirurgia. Normalmente, o corte é feito no mesmo local da cirurgia anterior, evitando novas cicatrizes nos pacientes.

Resultado da cirurgia plástica na panturrilha

A grande expectativa de quem passa por cirurgias plásticas é poder ver o resultado final. Contudo, como em qualquer procedimento, os resultados definitivos podem demorar. Isso varia muito também de pessoa para pessoa, já que o processo de cicatrização é diferente em cada um.

Normalmente, em dois meses a cirurgia plástica na panturrilha já apresenta os resultados. Porém, somente após seis meses eles aparecem definitivamente.