Lipoaspiração

A gordura localizada é um pesadelo para muitas pessoas. Às vezes, mesmo com uma rotina de exercícios físicos é difícil colocar um fim nela em determinadas partes do corpo.

A lipoaspiração é a cirurgia plástica que pode auxiliar nesse processo. Ela atua retirando a gordura localizada de um local específico como abdome, braços e costas.

De acordo com a Sociedade Internacional de Cirurgia Plástica Estética, a lipoaspiração é a cirurgia plástica mais recorrente no Brasil.

Somente em 2016 foram registradas 224.896 cirurgias desse tipo. A lipoaspiração não pode ser confundida com uma cirurgia para perder pesopois o procedimento retira somente a gordura localizada.

Apesar de poder renovar a aparência, ele não substitui práticas como alimentação saudável e atividade física, por exemplo.

Pré-operatório cirurgia de lipoaspiração

Alguns cuidados importantes devem ser tomados antes de qualquer procedimento cirúrgico. Na preparação para essa cirurgia é importante:

  • Determinar previamente com o cirurgião o local da incisão e a quantidade de gordura a ser retirada;
  • Esclarecer com o cirurgião qual a anestesia a ser utilizada;
  • Evitar o cigarro e as bebidas alcoólicas durante as semanas que antecederão o procedimento;
  • Comunicar ao médico qualquer alteração de saúde, como resfriados ou infecções;
  • Realizar a cirurgia em jejum de 8 horas;
  • Consumir alimentos leves no dia anterior à cirurgia;
  • Comunicar ao cirurgião qualquer medicamento ingerido durante um mês antes da cirurgia.

A cirurgia de lipoaspiração

O procedimento consiste inicialmente em realizar uma pequena incisão na região do corpo escolhida pelo paciente. A anestesia poderá ser tanto local quanto geral, à escolha do cirurgião.

Após a incisão, o médico realizará a colocação de um tubo. Esse tubo é que irá permitir a aspiração da gordura que será retirada. Em seguida, o médico sutura o local e encerra a lipoaspiração.

A cirurgia, na maioria dos casos, demora em média 2 horas. A quantidade de gordura deve ser definida previamente entre o médico e o paciente. Além disso, a quantidade deve obedecer as normas adequadas e seguras para cada tipo de corpo.

A cicatriz originada pela lipoaspiração costuma ser muito pequena. Ela diminui ainda mais ao longo dos meses e fica praticamente invisível.

Contraindicações

Por ser uma cirurgia plástica que atua justamente na gordura localizada, a lipoaspiração é contraindicada para algumas pessoas. Nesse tipo de procedimento é muito importante que o paciente tenha uma rotina saudável e um determinado perfil. Do contrário, ele corre riscos durante a cirurgia. Ou, em muitos casos, a lipoaspiração não é suficiente para os resultados necessários.

Confira alguns perfis para os quais a lipoaspiração não é recomendada:

  • Pacientes acima de 60 anos;
  • Paciente com o Índice de Massa Corporal igual ou acima de 30kg/m²;
  • Pacientes com histórico de AVC ou problemas cardíacos;
  • Anêmicos;
  • Pacientes com lúpus;
  • Pacientes com peso instável;
  • Pacientes com diabetes grave.

É importante ter consciência de que a lipoaspiração também não é indicada para pacientes que tenham instabilidade de peso.

O método não deve ser procurado como uma esperança de emagrecimento. Ele ajuda a remodelar o corpo com a retirada de gordura, mas não emagrece e nem retira celulite, por exemplo.

Esse é um assunto que gera dúvida em muitas pessoas, mas o médico deve esclarecer a condição ao paciente. Para realizar a lipoaspiração é necessário ter uma vida saudável e um peso regular. Para pessoas obesas há outras alternativas, como a redução de estômago, e as cirurgias não devem ser confundidas.

Pós-operatório da lipoaspiração

A recuperação da lipoaspiração não costuma ser longa. Contudo, é preciso seguir algumas recomendações gerais para não atrapalhar a cicatrização. Confira alguns cuidados que os pacientes devem ter:

  • Evitar a prática de exercícios físicos durante pelo menos um mês;
  • Não retirar os pontos antes de o médico o fazer;
  • Evitar esforço físico como carregar peso e caminhadas longas;
  • Não molhar os curativos por até três dias após a cirurgia;
  • Utilizar a cinta de compressão durante três meses;
  • Repouso total por durante três dias;
  • Inclua caminhadas leves de até 15 minutos na rotina após os primeiros dias.

Riscos e complicações da cirurgia de lipoaspiração

Assim como toda cirurgia plástica, a lipoaspiração também pode apresentar riscos aos pacientes. Seguindo bem as recomendações do médico, você pode evitar ao máximo qualquer riscos. A escolha do médico certo também ajuda nesse processo.

Confira algumas complicações às quais estão expostos os pacientes de lipoaspiração:

  • Infecções;
  • Dores intensas;
  • Hematomas;
  • Perda de sensibilidade na região;
  • Trombose;
  • Sangramentos;
  • Má cicatrização;
  • Flacidez da pele.

Resultados da lipoaspiração

O resultado de uma cirurgia plástica nunca é algo imediato. Primeiramente, o paciente deve ter paciência até que a região operada desinche por completo. Isso varia de pessoa para pessoa, mas costuma demorar até seis meses.

É claro que os resultados da lipoaspiração podem ser vistos logo após o procedimento. Contudo, a indicação é sempre esperar conforme os hematomas e o inchaço realmente estejam 100% recuperados.

Um diálogo sincero com o cirurgião responsável pela lipoaspiração deve esclarecer isso. O paciente deve apresentar as suas expectativas quanto aos resultados da cirurgia e o médico deve ser claro e sincero.