Cervicoplastia

Conheça o procedimento estético que elimina a papada, reduzindo gordura e tratando a flacidez

Médico utiliza caneta para desenhar no rosto do paciente antes da cervicoplastia
Imagem: Shutterstock

Um dos grandes problemas que afetam a autoestima de homens e mulheres é o acúmulo de gordura na região abaixo do queixo, uma condição que é popularmente conhecida como “papada” ou “queixo duplo”.

Em geral, esse quadro se desenvolve pelo excesso de peso, sendo mais comum em pessoas a partir dos 35 anos, idade em que a pele começa a sofrer os efeitos do envelhecimento natural e vai perdendo firmeza e elasticidade.

Um dos procedimentos indicados para remover o excesso de gordura e tratar a flacidez é a cervicoplastia, também conhecida como lifting cervical.

cervicoplastia tem como objetivo aperfeiçoar o contorno do pescoço e rejuvenescer essa região, tornando-a mais harmoniosa em relação à face.

Quando é indicada a cervicoplastia? 

A cervicoplastia pode ser indicada nas seguintes situações: 

  • Excesso de gordura no pescoço;
  • Quando o paciente aparenta ter mais idade do que realmente tem devido a esse excesso de tecido adiposo;
  • Quando há excesso de rugas ou pele no pescoço;
  • Quando é possível observar bandas (linhas) verticais no pescoço;
  • Quando não se consegue mais visualizar a linha da mandíbula ou a transição bem definida entre o pescoço e o queixo.

Quais os cuidados pré-operatórios da cervicoplastia? 

Por se tratar de um procedimento cirúrgico, a realização da cervicoplastia exige alguns cuidados antes de ser realizada. Assim, o médico pode orientar o paciente a: 

  • Realizar exames laboratoriais, radiografia de tórax e avaliação cardiológica, caso julgue necessário;
  • Não utilizar brincos e anéis no dia do procedimento;
  • Suspender o tabagismo por, pelo menos, dois meses antes da realização da cervicoplastia;
  • Suspender o uso de medicamentos que alterem a coagulação sanguínea, como ácido acetilsalicílico e chás pelo menos dez dias antes da cervicoplastia;
  • Não fazer uso de maquiagem no dia do procedimento;
  • Evitar estar com os cabelos molhados no dia em que for realizada a cervicoplastia.

O tempo de jejum também será orientado pelo médico, dependendo do horário da cirurgia. É importante que o paciente se lembre de comunicar o médico em caso de febre, gripe ou qualquer mal-estar.

Como é realizada a cervicoplastia?

A cervicoplastia é um procedimento cirúrgico, feito com anestesia local com sedação ou geral, em ambiente hospitalar, e pode ser realizada por meio diversas técnicas. É o cirurgião quem define, com base nas características e necessidades de cada paciente, qual a mais indicada. Por exemplo, pode ser feita apenas a cervicoplastia, ou também uma lipoaspiração associada, dependendo da quantidade de gordura acumulada na região.

No primeiro passo da cervicoplastia, após a aplicação da anestesia, o cirurgião faz pequenas incisões na frente e atrás das orelhas para que, por meio desses cortes, ele possa reposicionar a musculatura da região. O objetivo é separar a pele e a gordura do platisma, o músculo do pescoço, para elevar as estruturas do local, o que proporciona o efeito lifting final.

Caso o paciente também apresente falte de definição na mandíbula, o cirurgião pode, durante a cervicoplastia, fazer uma pequena incisão no queixo para retirar a gordura em excesso e reposicionar o músculo dessa área.

Finalizando a cervicoplastia, o cirurgião plástico recoloca a pele sobre essa nova estrutura, que foi remodelada, e retira as sobras.

Dependendo da quantidade de gordura localizada no pescoço, o cirurgião pode realizar uma lipoaspiração. Nesse caso, as incisões para uso das cânulas que vão sugar a gordura excedente ficam localizadas atrás dos lobos das orelhas e do queixo.

A cervicoplastia pode ser realizada isoladamente ou em conjunto com outros procedimentos cirúrgicos, como a ritidoplastia (cirurgia de face) e a blefaroplastia (cirurgia das pálpebras). Em ambos os casos, há cicatrizes típicas desses procedimentos.

A gordura retirada durante a cervicoplastia pode ser aplicada em outras regiões do rosto, para dar volume a áreas como pálpebras inferiores, lábios, queixo e maçãs do rosto.

A realização da cervicoplastia demora, em média, duas horas, dependendo do caso e se o paciente optar apenas pela realização desse procedimento isoladamente.

Cuidados no pós-operatório da cervicoplastia

A cervicoplastia não é considerada um procedimento complexo, e muitos pacientes relatam não apresentar dor no pós-operatório — quando esse quadro doloroso existe, a dor costuma ser leve.

O paciente tem alta entre 24 e 48 horas e, ao deixar o hospital após a cervicoplastia, sai com um curativo ao redor da face, como um capacete, que deve ser mantido pelos dois dias seguintes à cervicoplastia. Se for necessário, o cirurgião também pode optar pela colocação de um dreno durante dois ou três dias, caso haja secreções. Passados esses dois dias iniciais, é possível permanecer sem curativos.

Após a cervicoplastia, o paciente pode apresentar inchaço no pescoço. A região começa a desinchar, em média, em uma semana, e vai melhorando gradativamente. O processo completo demora, em geral, três meses.

Assim que recebe alta, o paciente deve ter alguns cuidados para que os resultados desejados com a cervicoplastia sejam alcançados. Os principais que devem ser respeitados são:

  • Evitar o uso de maquiagem no dia da cirurgia;
  • Dormir com a cabeceira da cama elevada nos primeiros sete dias para reduzir o inchaço;
  • Evitar fazer esforços físicos até liberação médica;
  • Evitar tomar banhos muito quentes nos primeiros dias;
  • Fazer uso das medicações recomendadas pelo médico cirurgião;
  • Evitar se expor ao sol até que a pele não apresente mais nenhuma equimose (roxo), o que demora, em média, um mês, para que não surjam manchas.

Após duas semanas, o paciente já pode retomar sua rotina de trabalho, mas lembrando sempre que não deve fazer esforço físico. O uso de travesseiros e a movimentação do pescoço devem ser feitos com orientação médica.

Resultados da cervicoplastia

Os primeiros resultados da cervicoplastia podem ser vistos após três semanas, embora os efeitos finais do procedimento ocorram após cerca de três meses, quando o inchaço desaparece por completo, assim como as manchas roxas.

Caso possa, é recomendado que o paciente realize sessões de drenagem linfática para reduzir os desconfortos. Em relação às cicatrizes, estas costumam ser bem discretas e podem ser disfarçadas, caso incomodem, com penteados e maquiagem.

A cervicoplastia promoverá um rejuvenescimento da região do pescoço, o que, consequentemente, proporcionará um aspecto mais jovem ao paciente.

Agende uma consulta com o Dr. Leandro Pellarin e saiba mais detalhes sobre o procedimento de cervicoplastia.

Fontes:

Cirurgião plástico Dr. Leandro Pellarin;

Revista Brasileira de Cirurgia Plástica.

Homem com desenhos cirurgicos

Homem com papada: Como eliminar?

Excesso de gordura na região do queixo é o principal responsável por esse problema estético A cada ano, tem aumentado …

Sala de cirugia com doutor e enfermeira

Quanto custa uma cirurgia de rinoplastia?

O preço da cirurgia da rinoplastia pode variar de acordo com alguns fatores. Entenda mais Não é incomum que pacientes …

demonstrativo de resultado de plástica de rosto e pescoço

Plástica de rosto e pescoço: como é feita?

Cirurgia plástica de rosto e pescoço entrega resultados satisfatórios de rejuvenescimento facial e amenização da papada, …