Tudo sobre a cirurgia de lipoaspiração

Paciente com as marcações para a cirurgia de lipoaspiração

O objetivo de manter um corpo mais escultural e livre das gorduras localizadas é o que motiva muitas pessoas a buscarem procedimentos estéticos como a lipoaspiração, uma das cirurgias plásticas mais realizadas no Brasil.

Índice:

A cirurgia de lipoaspiração visa a aspiração da gordura localizada por meio de cânulas, e pode ser realizada em diferentes partes do corpo. A cirurgia não é indicada para emagrecimento, no entanto, é possível retirar de 5 até 7% do peso do corporal por meio da técnica.

Em quais regiões a lipoaspiração pode ser feita?

Apesar da gordura localizada no abdômen estar entre as mais comuns e a que mais incomoda pacientes de diferentes idades, esse não é o único local no qual o procedimento pode ser realizado. Entre as regiões nas quais a técnica é mais frequentemente usada, são:

  • Dorso;
  • Lateral das mamas;
  • Coxas;
  • Braços;
  • Joelhos;
  • Papada (submento), entre outras.

Portanto, a partir da insatisfação do paciente e da avaliação do cirurgião plástico responsável será possível determinar quais as áreas que devem ser lipoaspiradas.

Quais os tipos de lipoaspiração disponíveis?

Essa cirurgia evoluiu muito nas últimas décadas de forma que diferentes técnicas podem ser adotadas de acordo com a quantidade de gordura que será aspirada, local e expectativas do paciente. Dessa forma, os principais tipos disponíveis atualmente são:

  • Comum: procedimento no qual é usada uma cânula para aspirar a gordura localizada na região utilizando apenas uma anestesia local com sedação;
  • Lipoescultura: técnica na qual, além da retirada da gordura de determinada região, ela pode ser reinserida em outras partes do corpo garantindo um contorno corporal que atende melhor às expectativas do paciente;
  • Vibrolipo: procedimento que utiliza a cânula, mas no qual a saída da gordura é promovida por meio de um movimento de vibração;
  • Hidrolipo ou lipoaspiração tumescente: técnica que usa uma solução anestésica (chamada de tumescente) visando reduzir a dor durante o procedimento. Pode ser realizada em regiões menores, o que faz com que seja considerada uma mini-lipo;
  • Lipoaspiração a laser: nesse procedimento, é usada uma fibra ótica em conjunto com a cânula de aspiração com o objetivo de quebrar as membranas das células a serem aspiradas, tornando a absorção da gordura mais rápida e reduzindo o tempo de procedimento;
  • Mini-lipo: opção muito comum na qual a técnica é idêntica ao procedimento comum, mas a região aspirada é menor, o que faz com que ela seja mais rápida e possa ser realizada apenas com anestesia local ou peridural.

Portanto, a indicação da técnica mais adequada ao caso depende da avaliação do cirurgião plástico. A escolha influencia como o procedimento é conduzido, tempo de cirurgia, anestesia, entre outros fatores.

Como é realizado o procedimento de lipoaspiração?

Devido à diversidade de técnicas que podem ser usadas para a realização da lipoaspiração verifica-se que existem diferentes maneiras dela ser realizada. No entanto, alguns processos são comuns a maioria dos procedimentos.

Em geral, utiliza-se uma solução de Klein (soro fisiológico e adrenalina) visando reduzir o sangramento e trauma cirúrgico. São realizadas incisões mínimas, de cerca de 0,5cm para introdução das cânulas nos locais a serem aspirados. Elas são inseridas até o tecido adiposo, que é a camada logo abaixo da pele.

Na lipoaspiração tradicional ocorre a aspiração da gordura localizada por meio de um sistema de vácuo. Após a aspiração da gordura, as cânulas são retiradas e os pontos fechados.

O procedimento pode ser realizado utilizando anestesia geral, peridural ou local com sedação, de acordo com a extensão da cirurgia e pontos a serem aspirados.

Quais os benefícios da técnica de lipoaspiração?

Ela é indicada para homens e mulheres a partir dos 18 anos que estejam insatisfeitos com o excesso de gordura localizada. O procedimento pode ser realizado para contribuir para um melhor desenho corporal em caso de perda de peso, no entanto, não ajuda no emagrecimento em si e não deve ser realizado em pessoas obesas como forma de diminuir o peso.

Entre os principais benefícios da técnica está um desenho corporal mais satisfatório ao paciente, eliminando gordura localizada em diferentes regiões.

Quais os riscos associados à lipoaspiração?

Assim como qualquer procedimento cirúrgico, a lipoaspiração tem riscos como sangramento, infecção, trombose venosa e embolia. Alguns riscos mais relacionados à técnica em si, incluem depressão da região, alterações na pele (flacidez e rugosidade) e alteração de coloração da pele. Outro risco é que os resultados da lipoaspiração não atendam às expectativas iniciais do paciente, no entanto, uma conversa franca e escolha de um cirurgião plástico qualificado reduzem esse e os demais riscos.

Quais os cuidados após a lipoaspiração?

O pós-operatório da lipoaspiração é muito importante para obtenção de melhores resultados com a técnica. O tempo para que o paciente retome às atividades depende da extensão da área operada, mas, em geral, é possível retomar tarefas mais simples entre 5 e 7 dias. Entre os cuidados a serem tomadas estão:

  • Fazer caminhadas curtas de 10 minutos duas vezes ao dia por, pelo menos, sete dias;
  • Usar cintas e meias de contenção pós-operatória direto, por ao menos, três dias e depois para dormir por, pelo menos, 15 dias;
  • Tomar banho após três dias da cirurgia, tirando os curativos e secando as cicatrizes delicadamente;
  • Fazer sessões de drenagem linfática para reduzir os hematomas e inchaço na região operada;
  • Retornar ao médico depois de oito dias para realizar a retirada dos pontos.

Cicatriz da lipoaspiração

Em geral, as cicatrizes da lipoaspiração são bastante imperceptíveis, com tamanho de até 0,5 cm que, normalmente, ficam localizadas em regiões de difícil visualização. Atividades mais pesadas devem ser retomadas conforme autorização médica, o que pode ocorrer em cerca de 30 dias dependendo da recuperação.

A lipoaspiração é um procedimento complexo e que deve ser realizado por um cirurgião plástico de confiança tomando os cuidados necessários tanto no pré quanto no pós-operatório. Vale evidenciar a necessidade de o procedimento ser feito em ambiente cirúrgico e equipado com Unidade de Terapia Intensiva e demais cuidados clínicos.

Fonte: Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP).

 

Comments for this post are closed.
Um especialista em rinoplastia durante a cirurgia

Especialista em Rinoplastia

A rinoplastia é uma das cirurgias mais procuradas pelos pacientes quando o assunto é obter um rosto harmonioso. Segundo …

O que é Rinoplastia Funcional?

A rinoplastia funcional colabora na resolução de distúrbios respiratórios ocasionados pelo desvio de septo, hipertrofia …

Mulher depois de passar pelo rejuvenescimento do rosto

Rejuvenescimento do rosto: Descubra os melhores tratamentos

O rejuvenescimento do rosto pode ser promovido com tratamentos estéticos ou com cirurgia plástica. A primeira solução …