Cirurgia plástica na testa

Seja pelas linhas de expressão – as famosas rugas – ou pelo tamanho, muitas pessoas buscam a cirurgia plástica na testa. Alguns procedimentos, como o lifting, são bem comuns, enquanto outros, para reduzir a testa, demandam mais cuidados. Cada caso pode ser avaliado junto a um médico competente.

A testa muito grande é sinônimo de autoestima baixa para muitas pessoas. Como a região pode acabar sendo desproporcional ao restante do rosto, causa grandes incômodos. Para resolver isso, a cirurgia plástica na testa oferece mais de uma alternativa cirúrgica.

Já por outro lado, há pessoas que, mesmo com um tamanho proporcional da testa, incomodam-se é com as rugas. Apesar de serem comum em pessoas mais velhas, as rugas podem aparecer em qualquer idade.

Mesmo em pessoas jovens, abaixo dos 35 anos, as rugas aparecem e podem ser um problema estético. Isso acontece justamente porque o músculo frontal é um dos mais utilizados ao longo da vida.

Cirurgia plástica para redução da testa

Nos casos em que o paciente busca a cirurgia plástica na testa com intenção de reduzir o tamanho, podem haver duas intervenções. Um dos modos pode ser através da incisão na linha capilar.

O cirurgião descola os tecidos que servem como molde na região e, assim, pode retirar o excesso de pele. O que determinará a quantidade a ser retirada será a avaliação individual de cada paciente.

Outra hipótese para o paciente é o chamado transplante capilar folicular. Nesse caso é retirado cabelo da região da nuca e realocado na região da testa. Há casos ainda em que o paciente une as duas técnicas: primeiro reduz a testa e depois realiza o transplante.

É necessário um intervalo de pelo menos dois meses entre uma cirurgia e outra. Esse método se mostra mais efetivo por facilitar o disfarce da cicatriz e o transplante.

A anestesia pode ser local e com sedação. No caso da primeira técnica, a cirurgia dura cerca de 90 minutos. Já para o transplante é mais demorada, podendo chegar a 6 horas. O período de internação nos dois casos não passa de 24 horas.

Os pontos da cirurgia plástica na testa costumam ser retirados de 10 a 15 dias após o procedimento. O paciente pode sentir dores no local, mas é comum que o médico indique analgésicos.

Após a cirurgia o paciente pode sentir a região com inchaços e hematomas. Porém, não são tão acentuados, podendo ser disfarçados com o uso de bonés. Em casos que não há hematomas, a recuperação dura cerca de uma semana.

Na cirurgia de transplante, o cabelo volta a crescer após cerca de três meses. Os pacientes costumam ser liberados para a rotina normal entre 10 e 15 dias após a cirurgia plástica na testa.

Lifting frontal

O lifting é uma cirurgia plástica na testa para reduzir as rugas de expressão. Elas são causadas pela contração excessiva da musculatura da região. Quase inevitáveis com o envelhecimento, as rugas podem aparecer em qualquer idade. O lifting frontal é a cirurgia que promete resolver esse problema das rugas e dá um ar jovial ao rosto.

O procedimento acontece através de incisões diretamente no couro cabeludo. A partir disso, enfraquece-se os músculos da testa onde estão as rugas para que a pele seja renovada. A cirurgia é muito semelhante, por exemplo, ao efeito de um botox. Em alguns casos, o lifting pode também levantar as sobrancelhas.

A cicatriz é facilmente disfarçada com o cabelo. A anestesia da cirurgia plástica na testa é realizada com sedação e anestesia local. Por ser um procedimento simples, o paciente tem alta no mesmo dia.

O paciente pode apresentar alguns hematomas leves na área tratada. Contudo, a recuperação desse tipo de cirurgia plástica na testa é rápida. Em algumas semanas o paciente já pode retornar à rotina.

Graças à evolução da tecnologia na medicina, atualmente a cirurgia pode ser realizada através de vídeo. O lifting frontal videoendoscópio é pouco invasivo, sendo realizado apenas com três orifícios.

Lifting versus Botox

Muitas pessoas têm dúvidas quanto às cirurgias de plástica na testa e não sabem distinguir o lifting do botox. O mais adequado é sempre realizar uma avaliação no médico para saber qual a sua real necessidade. Ele é quem poderá indicar o procedimento mais adequado.

As rugas mais profundas devem ser tratadas com o lifting facial. Ao contrário disso, o botox, ou toxina botulínica, não chega a ser considerado uma cirurgia. É um procedimento simples que pode ser realizado em consultório.

Ele apenas corrige as rugas por um determinado tempo. Normalmente você percebe os resultados por até seis meses, contudo, não é permanente. Os efeitos aparecem até cinco dias após a aplicação.

O maior receio dos pacientes que aderem ao botox é o efeito “esticado” da pele. Contudo, é importante salientar que ele só ocorre quando o procedimento não é feito adequadamente. A escolha de um profissional capacitado e responsável evita efeitos como esse e garante o sucesso do procedimento.

Complicações da cirurgia plástica na testa

Os riscos e complicações de uma cirurgia plástica na testa costumam ser raros. Entretanto, assemelham-se aos riscos de qualquer outra cirurgia plástica.

  • Hematomas na região operada durante alguns dias;
  • Dores;
  • Cicatrizes;
  • Reações adversas à anestesia.

Uma infecção na região da testa ocasionada pela cirurgia é muito rara. Se o procedimento for realizado com o profissional certo, esses riscos diminuem ainda mais. Todos os exames pré-operatórios devem ser realizados e acompanhados pelo cirurgião. A preparação para a cirurgia plástica na testa é o diferencial para que tudo ocorra conforme o planejado.