O que é Rinoplastia Funcional?

A rinoplastia funcional colabora na resolução de distúrbios respiratórios ocasionados pelo desvio de septo, hipertrofia de cornetos nasais, patologias dos seios da face e por traumas ou lesões ocorridas no nariz.

A rinoplastia funcional pode ser feita em conjunto a estética, melhorando a qualidade respiratória do paciente e reestabelecendo simetria do órgão ao restante da face.

Muitos cirurgiões plásticos têm habilidade o suficiente para a rinoplastia funcional, entretanto, dependendo do grau de deformidade da funcionalidade do nariz o auxílio de um otorrinolaringologista será necessário.

Saiba ao longo deste artigo quando optar pela cirurgia plástica no nariz funcional e quais são os distúrbios respiratórios e estruturais que podem ser tratados com o procedimento.

Rinoplastia funcional: quais doenças trata?

O nariz tem como função aquecer, filtrar e umidificar o ar que chega aos pulmões. Entretanto, má formação congênita ou lesões podem fazer com que essa funcionalidade seja perdida, fazendo com que o paciente passe a apresentar dificuldades respiratórias, situação essa que reverbera diretamente na qualidade de vida.

Tais condições podem ainda ter relação direta com questões estéticas. Exemplificando: o paciente fraturou o nariz, o que resultou em desvio de septo. Além de ter dificuldade de respiração, o acidente pode ter resultado em um nariz torto ou projetado para um dos lados, por exemplo.

Em casos congênitos, ou seja, condições ocasionadas pelo desenvolvimento incorreto do nariz e suas estruturas, a rinoplastia funcional colabora na melhoria das seguintes situações:

  • Desvio de septo;
  • Hipertrofia de cornetos;
  • Patologias do seio da face.

Já no caso de traumas e doenças de cunho respiratório, a rinoplastia funcional ajuda na melhoria das seguintes situações:

  • Fraturas;
  • Perfuração do septo;
  • Rinite;
  • Rinossinusite;
  • Pólipos.

No caso do desvio de septo, a cirurgia de correção é denominada de septoplastia. Quando é promovida a rinoplastia funcional junto a estética, a cirurgia é denominada de rinosseptoplastia.

Quando optar pela cirurgia plástica no nariz funcional?

A resposta a esse questionamento é: quando a respiração está comprometida. Como mencionado, o nariz tem função importante ao organismo, quando ocorrem falhas é necessário identificar o que está ocasionando o problema e procurar por aconselhamento.

Geralmente, o primeiro contato ocorre com o otorrinolaringologista, médico esse responsável pelo tratamento das patologias acerca do nariz, ouvido e garganta. Esse profissional é quem dará o diagnóstico da funcionalidade do nariz e indicará a rinoplastia funcional.

Qualquer cirurgia plástica no nariz, seja estética ou funcional, deve ocorrer após o total desenvolvimento do paciente, ou seja, entre os 16 e 18 anos. Antes disso, existe a possibilidade da recidiva da patologia, resultando na necessidade de uma nova intervenção cirúrgica.

Execução de uma rinoplastia funcional
Imagem: Shutterstock

Preço de uma rinoplastia funcional

Conforme resolução do Conselho Federal de Medicina (CFM) preços de cirurgias plásticas, sejam elas quais forem, não podem ser divulgadas em nenhum canal, apenas após consulta médica. Desta forma, é possível apenas mensurar os custos do procedimento, sendo eles:

  • Consulta com o cirurgião: A rinoplastia funcional, como o nome já diz, deve ser feita para melhorar as vias respiratórias do paciente. Sendo assim, é necessário consultar-se com o cirurgião plástico e que tenha o apoio de um otorrinolaringologista;
  • Exames pré-operatórios: diversos exames laboratoriais são necessários antes de entrar em um centro cirúrgico para uma rinoplastia funcional. Pacientes que sejam assistidos por planos de saúde e seguros médicos conseguem realizar praticamente todos, sem custo adicional;
  • Custo hospitalar: é importante informar que alguns planos de saúde arcam com os custos da parte funcional da plástica no nariz. Caso seja feita a estética em conjunto, o restante fica a cargo do paciente. No valor do hospital é contemplado o uso do centro cirúrgico, equipamentos, medicamentos usados no procedimento, equipe médica composta por enfermeiro, instrumentadores, anestesista e afins, quarto de internação e hotelaria do local.
  • Valor do trabalho do cirurgião plástico: Esse custo é definido na consulta inicial, quando o profissional faz a indicação da rinoplastia funcional.
  • Medicamentos: pode vir a ser necessário a administração de medicamentos.
  • Esses são alguns dos custos envolvidos em uma rinoplastia funcional. Aos que contam com convênio e cobertura da parte funcional, pode ser que ele tenha que pagar por 50% do custo final. Quem não conta com esse apoio, deve arcar com 100% do valor.

Resultado da plástica no nariz funcional

Quando o procedimento é feito com um cirurgião plástico experiente e com grande expertise em rinoplastia, o resultado da plástica funcional do nariz é o restabelecimento da respiração. Muito fatores colaboram para este resultado, sendo um dos mais importantes os cuidados pós-operatório.

Como informado existe diferença entre a rinoplastia funcional e a estética, sendo que a primeira visa reestabelecer a qualidade respiratória, enquanto a segunda atenta-se à parte estética e busca a simetria do nariz em relação aos demais componentes da face.

Fonte:

Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP);

Extra.globo.com;

Associação Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico Facial (ABORL-CCF);

Revista Brasileira de Cirurgia Plástica.

Hipertrofia de cornetos: Mulher com a mão no nariz

O que é hipertrofia de cornetos?

A respiração é um fator indispensável para o bem-estar, impactando diretamente na qualidade do sono e na disposição …

Cicatriz da abdominoplastia: Cirurgião examinando uma mulher

Como fica a cicatriz da abdominoplastia?

É comum que os pacientes tenham dúvida em relação à cicatriz da abdominoplastia. Por se tratar de um procedimento de …

Recuperação da blefaroplastia: Mulher se preparando para cirurgia

Como é a recuperação da blefaroplastia?

A recuperação da blefaroplastia é tida como simples, basta o paciente seguir as orientações do pós-operatório que …